Criativo e criador de resultados, o Publicitário no centro da multidão de informações – Matéria do BREAK, da EPTV – Janeiro/2020

Criativo e criador de resultados, o Publicitário no centro da multidão de informações – Matéria do BREAK, da EPTV – Janeiro/2020


Será que vamos perder o dom da criação? Reflete Felippe Ferreira de Lima, publicitário e diretor Comercial da agência Marko Publicidade, de Guaxupé (MG). Segundo os líderes mundiais que se reúnem anualmente no Fórum Econômico Mundial, em Davos, na Suíça, a criatividade será uma das principais habilidades do futuro, este que promete ser digital e automatizado. 

Amanhã, dia 01 de fevereiro, é Dia do Publicitário e uma ótima oportunidade para refletir sobre o presente e futuro desta profissão que sim, se tornará cada vez mais relevante, dizem os entrevistados do BREAK e também os especialistas em Davos no Fórum realizado semana passada.

Diante dos desafios do mundo dos negócios, da automatização, da tecnologia a todo o momento nas mãos dos consumidores, o publicitário discute formas de impactar seu público-alvo e obter resultados em suas estratégias. Edmo Bernardes, diretor de Planejamento da agência Diálogo Propaganda, de Ribeirão Preto (SP), atua no mercado há 42 anos e ressalta a adaptação para a nova realidade e alerta para a importância da criatividade. “Novas cadeiras e funções estão sendo criadas para a adaptação da realidade. São estudiosos dedicados a áreas que antes não existiam. O pecado está na criatividade, pois há empresários que estão abrindo mão dela e as agências não estão mostrando este importante valor”, observa.

Fabrício Dias, COO da Atmo Propaganda e Marketing, de São Carlos (SP), atua há 20 anos na profissão e percebe a mudança do perfil do profissional em decorrência do imediatismo em que a sociedade está inserida. “Eu analiso os avanços na publicidade com a mudança do perfil do profissional de publicidade, que está mais consultivo e estratégico. Com o aumento das ferramentas disponíveis, a qualidade da estratégia cresceu muito. Por outro lado, já não vemos mais campanhas tão criativas e que ficam por muito tempo sendo comentadas. Acho que isso também está relacionado ao fato de que a todo o momento tem que se criar novos conteúdos, vídeos, posts e campanhas. E este imediatismo interfere no tempo disponível para criar”, comenta ele.

Felippe Ferreira de Lima, diretor Comercial da agência Marko Publicidade, de Guaxupé (MG), acompanha há 32 anos o mercado publicitário e seus avanços tecnológicos. “Com a Inteligência Artificial, me preocupa o futuro da comunicação, que tem como matéria-prima a criatividade. Será que vamos perder o dom da criação? Mesmo com a tecnologia em crescimento, as campanhas publicitárias devem e deverão ser pautadas em pesquisas em busca do perfil ideal do consumidor”, analisa.A criatividade na elaboração das campanhas para despertar o interesse do consumidor também é questão levantada por Sonia Fabretti, profissional de Mídia e Produção da agência Opus Comunicação, de Campinas (SP). Ela atua no mercado publicitário há 20 anos e enxerga o meio digital como o principal desafio atualmente. “Os consumidores usam diferentes tipos de mídias e é preciso manter a comunicação atualizada com os dispositivos e plataformas. Merece a atenção o público que não curte publicidade e acaba usando bloqueadores. Anúncios úteis e divertidos podem ser uma boa opção. Já os profissionais devem buscar constantemente sua atualização e especialização”.

Em relação ao perfil do profissional que o futuro do mercado de trabalho exigirá, a consultora de Carreiras Carla Béck destaca a importância de um perfil chamado “profissional T”. “É usada esta nomenclatura, pois a vertical simboliza a profundidade técnica em uma prática específica. Já a horizontal simboliza a mentalidade generalista (curiosidade, relacionamento interpessoal, influência, resolução de problemas). A estrutura deverá ser mais horizontal, ágil e próxima das áreas de negócio para construir em conjunto as soluções e obter resultados rápidos”, explica ela. 

Estar próximo das áreas de negócio e conhecer o cliente são importantes para manter-se atualizado e desenvolver campanhas de sucesso e direcionadas ao consumidor, uma tarefa de estudo de comportamento necessária, complexa e desafiadora. “Acompanhar as mudanças de hábitos do brasileiro leva a um melhor entendimento de nossa parte para compreender as suas demandas e atingi-los em favor dos nossos clientes. Os desafios constantes são a nossa adrenalina. Cada vez mais se vê necessária a presença da comunicação eficiente para o sucesso do cliente. O sucesso da profissão é intimamente ligado aos estudos e conhecimentos contemporâneos”, ressalta Edmo Bernardes.

Os meios de comunicação

Tamanha a quantidade de meios de comunicação, os publicitários analisam o futuro da TV e a convergência do meio tradicional com o digital, onde o vídeo e a programação estão disponíveis também na internet, diminuindo cada vez mais a barreira on e off. “Os caminhos estão mais ou menos definidos. O meio digital é o que mais desafia. A televisão está se ajustando e o público vai continuar na TV, com uma programação adaptada aos novos anseios”, analisa Edmo Bernardes.

O Cenp (Conselho Executivo das Normas-Padrão) divulgou nesta semana os investimentos em mídia realizados no período de janeiro a setembro de 2019. O valor faturado chegou a R$ 12,5 bi no período mencionado. Os dados mostram a televisão aberta como o meio predileto dos anunciantes com 53% do share, seguido de internet com 20% do bolo publicitário, e OOH surgindo na sequência, com 10,7% dos investimentos. “Os meios, devido a sua quantidade numerosa, vêm ocupando espaços na mídia, mas isso não significa o fim da TV, que no futuro sempre terá o seu papel participativo na sociedade”, completa Felippe Ferreira de Lima.  

Fabrício Dias ressalta a importância de investimentos em uma comunicação integrada, o conhecido 360, que deve ser cada vez mais adotado nas estratégias das campanhas publicitárias. “Todos os meios de comunicação têm sua importância e percebo na prática que as campanhas publicitárias em que são usados diversos tipos de mídias são mais eficientes. Já fizemos algumas experiências na agência e percebemos a importância dos meios off-line para reforçar as campanhas digitais”, analisa.

O futuro reserva muitas inovações tecnológicas, mas ele ainda sim dependerá do relacionamento humano, da criatividade e dos resultados. “A tendência em Publicidade é fazer menos e acertar mais. Ouvir o cliente, mais que qualquer coisa”, finaliza Sonia Fabretti.
link original da matéria: https://negocios.eptv.com.br/break/noticias/NOT,0,0,1482486,criativo+e+criador+de+resultados+o+publicitario+no+centro+da+multidao+de+informacoes.aspx

No Comments

Post A Comment